quarta-feira, 9 de março de 2011

DIA DO PATRONO

Queridos alunos e alunas,

Na 6ª feira, dia 12 de Março, comemora-se o Dia do Patrono. Porquê?
Precisamente porque foi na vila de Albufeira que nasceu um homem chamado Francisco António da Silva Cabrita, no dia 12 de Março de 1787, há 224 anos. 
E quem foi este homem? Que acções praticou para ter a honra de se celebrar o dia do seu nascimento, ser considerado o patrono e ter o seu nome numa escola que agora faz parte do Agrupamento de Escolas de Albufeira, a Escola Dr. Francisco Cabrita?
Crê-se que o autor deste livro teria sido Francisco António da Silva Cabrita,  homem da igreja - foi Freire da ordem de S. Bento d’ Avis - e  muito influente de Albufeira - foi jurista e deputado eleito pelo círculo do Algarve, no ano de 1842.
 " MEMÓRIA DOS DESASTROSOS ACONTECIMENTOS DE ALBUFEIRA"
Este livro conta, na primeira pessoa, um dos episódios mais sangrentos da História recente do Algarve. O cerco e invasão a Albufeira, por parte de Guerrilheiros Miguelistas, em Julho de 1833. 
Em Julho de 1833, em plena guerra civil - entre absolutistas e liberais - foi chamado a desempenhar um papel central aquando do assalto e ocupação por Guerrilhas Miguelistas - os que estavam do lado de D. Miguel  - absolutista - e contra seu irmão D. Pedro IV - liberal. 
O famoso Remexido, do lado dos miguelistas, com os seus guerrilheiros, cercou os militantes da guerrilha liberal refugiados nesta vila e tudo acabou com um horrível incêndio, a 27 de Julho de 1833, matando cerca de 180 pessoas de todas as idades e condições sociais. 
Quando os Miguelistas se retiraram, retomou a sua actividade como jurista, homem de estudo e benfeitor da vila, tendo ajudado na sua construção.
É pela sua acção passada, de coragem e benfeitor da antiga vila de Albufeira, que hoje é, mais uma vez, lembrado pelos alunos da escola que tem o seu nome, e por nós, que gostamos destas coisas da História, com estórias dentro.

Sem comentários:

Enviar um comentário